quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Sabedoria




Um velho índio descreveu certa vez:- Dentro de mim, existem dois cachorros: um deles é cruel e mau, ooutro, muito bom.

Os dois estão sempre brigando.

Quando perguntaram qual dos cachorros ganharia a briga, o sábio índioparou, refletiu e respondeu:- Aquele que eu alimento

Amigos



Autor: Vinicius de Morais

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos.

Não percebem o amor que lhes devoto e a absolutanecessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor,eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto oamor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, quetivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressemtodos os meus amigos!

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meusamigos e o quanto minha vida depende de suas existências ...

A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.

Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas, porque não os procuro com assiduidade, nãoposso lhes dizer o quanto gosto deles.

Eles não iriam acreditar.Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabemque estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro,embora não declare e não os procure.

E às vezes, quando os procuro, noto que eles não temnoção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meuequilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente,construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado.

Se todos eles morrerem, eu desabo!

Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles.E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar.

Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos,cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhandodaquele prazer ...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que aroda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morandocomigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meusamigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saberque são meus amigos!

A gente não faz amigos, reconhece-os.

Eu acreditava...


Por muito tempo, eu pensei que a minha vida fosse se tornar uma vida de verdade.
Mas sempre havia um obstáculo no caminho, algo a ser ultrapassado antes de começar a viver, um trabalho não terminado, uma conta a ser paga. aí sim, a vida de verdade começaria.

Por fim, cheguei à conclusão de que esses obstáculos eram a minha vida de verdade.
Essa perspectiva tem me ajudado a ver que não existe um caminho para a felicidade.
A felicidade é o caminho! Assim, aproveite todos os momentos que você tem.
E aproveite-os mais se você tem alguém especial para compartilhar, especial o suficiente para passar seu tempo; e lembre-se que o tempo não espera ninguém.
Portanto, pare de esperar até que você termine a faculdade; até que você volte para a faculdade; até que você perca 5 kg; até que você ganhe 5 kg; até que seus filhos tenham saído de casa; até que você se case; até que você se divorcie; até sexta à noite até segunda de manhã; até que você tenha comprado um carro ou uma casa nova; até que seu carro ou sua casa tenham sido pagos; até o próximo verão, outono, inverno; até que você esteja aposentado; até que a sua música toque; até que você tenha terminado seu drink; até que você esteja sóbrio de novo; até que você morra; e decida que não há hora melhor para ser feliz do que agora mesmo...
Lembre-se: felicidade é uma viagem, não um destino.

Texto atribuído ao grande Henfil... Só que há contestações!

domingo, 20 de dezembro de 2009

ENTREVISTA COM DEUS


ENTREVISTA COM DEUS

Sonhei que tinha marcado uma entrevista com DEUS. - "Entre!", falou DEUS: "Então, você gostaria de Me entrevistar?". - "Se Você tiver um tempinho", disse eu.

DEUS sorriu e falou:
- "Meu tempo é eterno, suficiente para fazer todas as coisas. Que perguntas você tem em mente?" - "Quais as coisas que mais O surpreendem na humanidade?", perguntei. E DEUS respondeu: -"Que se aborreçam de ser crianças e queiram logo crescer e aí, desejem ser crianças outra vez.

Que desperdicem a saúde para fazer dinheiro e aí percam dinheiro para
restaurar a saúde. Que pensem ansiosamente sobre o futuro, esqueçam o presente e, dessa forma não vivam nem o presente, nem o futuro. Que vivam como se nunca fossem morrer e que morram como se nunca tivessem vivido".

Em seguida, a mão de DEUS segurou a minha e por um instante ficamos silenciosos; então eu perguntei: -"Como PAI, quais as lições de vida que VOCÊ quer que SEUS filhos aprendam?" Com um sorriso, DEUS respondeu: -"Que aprendam que não podem fazer com que ninguém os ame. O que podem fazer é que se deixem amar.

Que aprendam que o mais valioso não é o que têm na vida, mas quem têm
na vida. Que aprendam que não é bom se compararem uns com os outros.

Todos
serão julgados individualmente sobre seus próprios méritos, não como um grupo na base da comparação! Que aprendam que uma pessoa rica não é a que tem mais, mas a que precisa menos. Que aprendam que só é preciso alguns segundos para abrir profundas feridas nas pessoas amadas e que é necessário muitos anos para curá-las.

Que aprendam a perdoar, praticando o perdão. Que aprendam que há pessoas que os amam muito, mas que simplesmente não sabem como expressar ou demonstrar seus sentimentos. Que aprendam que dinheiro pode comprar tudo, exceto felicidade.

Que aprendam que duas pessoas podem olhar para a mesma coisa e vê-la totalmente diferente. Que aprendam que um amigo verdadeiro é alguém que sabe tudo sobre eles e gosta deles mesmo assim. Que aprendam que não é suficiente que eles sejam perdoados, mas que se perdoem a si mesmos".

Por um tempo, permaneci sentado, desfrutando aquele momento. Agradeci a ELE pelo SEU tempo e por todas as coisas que ELE tem feito por mim e pela minha família.

ELE respondeu: - "Não tem de quê. Estou sempre aqui, 24 horas por dia. Tudo o que você tem a fazer é chamar por mim e EU virei. Você pode esquecer o que eu disse.

Você pode esquecer o que eu fiz, mas você jamais esquecerá como eu te fiz sentir com essas palavras.

Então, por favor, arranje um tempo para passar
isto que escrevi para aqueles de quem você gosta." E eu arranjei.

(Autor Desconhecido)

Dez coisas que levei anos para aprender


DEZ COISAS QUE LEVEI ANOS PARA APRENDER

1. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para
dormir e um laxante na mesma noite.

2. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão
pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu
potencial, essa palavra seria "reuniões".

3. Há uma linha muito tênue entre "hobby" e "doença mental".

4. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você,
quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

5. Não confunda nunca sua carreira com sua vida.

6. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.

7. A força mais destrutiva do universo é a fofoca.

8. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom,
não pode ser uma boa pessoa.

9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.

10. Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um
amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais
construiu o Titanic.

Quase


Ai vai um texto que “quase” é de Luis Fernando Veríssimo…

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase.

É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos “Bom dia”, quase que sussurrados.

Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.

O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar.

Desconfie do destino e acredite em você.

Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.



Na verdade trata-se de um texto de Sarah Westphal Batista da Silva, que circulou pela Internet como se fosse de Veríssimo e chegou a ser publicado em uma coletânea com com textos de Drumond, Bandeira e Clarisse Linspector no Salão do Livro de Paris…


domingo, 13 de dezembro de 2009


Você está sozinho… Em frente a TV, devora dois pacotes de doritos enquanto espera o telefone tocar.
Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha…
Triiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiimmm
É a sua mãe, quem mais poderia ser?
Amor nenhum faz chamadas por telepatia.
Amor não atende com hora marcada.
Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase “galinha”, sem disposição para relacionamentos sérios.
Ele passa batido e você nem aí.
Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido, desconfiado, cheio de olheiras….
E o amor dá meia – volta, volver….
Por que o amor nunca chega na hora certa?
Agora, por exemplo…
Que você está de banho tomado, com camisa e jeans?
Agora que você está empregado, lavou o carro e está com grana?
Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz?
Agora que você está com o coração as moscas e morrendo de frio.
O amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina.
Você passa uma festa inteira hipnotizando alguém que nem te enxerga, e mal repara em outro alguém que só tem olhos para você.
Ou então fica arrasado porque não foi à praia no final de semana.
Toda sua turma está lá, azarando-se uns aos outros.
Sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio numa locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido a sua vida.
O amor é que nem tesourinha de unhas, nunca está onde a gente pensa.
O jeito é redirecionar o radar, para norte, sul, leste e oeste.
Seu amor pode estar num corredor de supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro. Pode estar aqui mesmo, no computador, dando o maior mole.
O amor está em todos os lugares, você que não procura direito!
A primeira lição está dada:
“O amor é onipresente!”
Agora, a segunda:
“… mas é imprevisível!”
Jamais espere ouvir “Eu te amo” num jantar à luz de velas no dia dos namorados.
Ou receber flores logo após a primeira transa.
O amor, odeia clichês.
Você vai ouvir “eu te amo” numa terça-feira, às quatro da tarde… depois de uma discussão, por você ter gostado do filme e ele não…e as flores vão chegar no dia que você tirar carteira de motorista, depois de aprovada no teste de baliza…
Idealizar é sofrer!
Amar é surpreender!
Amem sempre, pois (não é mera pieguice) tudo passa, no fim, só o amor, permanece!

Martha Medeiros (1961) é gaúcha de Porto Alegre, onde reside desde que nasceu. Fez sua carreira profissional na área de Propaganda e Publicidade

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O que é a vida?


O que é a vida?

João é o tipo do cara que você gostaria de conhecer.
Ele está sempre de bom humor e sempre tem algo de positivo para dizer.
Se alguém perguntar como ele está, a resposta sempre vai ser:
Se melhorar estraga!

Fiquei tão curiosa com o jeito de ser do João, que um dia disse pra ele:
Você não pode ser uma pessoa tão positiva assim, o tempo todo.
Como é que você consegue?

Ele me respondeu que toda manhã, quando acorda, diz pra ele mesmo:
João, você tem duas escolhas.
Pode ficar de bom humor ou de mau humor.
Escolho ficar de bom humor.
Eu argumentei que não é fácil estar sempre de bom humor...

É fácil sim, o João respondeu.
A vida é feita de escolhas.
Você escolhe como reagir às situações e de que forma as pessoas vão afetar o seu humor.
É sua a opção de como você vai viver a sua vida.

o tempo passou e eu soube que o João tinha sido assaltado e baleado pelos assaltantes.
Por sorte foi encontrado a tempo de ser socorrido.

Tempos depois, encontrei novamente o João.
Quando perguntei como ele
Estava respondeu:
Se melhorar estraga.
Fiquei surpresa e perguntei o que o levava a responder sempre daquele jeito otimista...

Ele contou que durante o assalto, deitado no chão, todo ensangüentado, lembrou que tinha duas escolhas:
Poderia viver ou morrer.
E ele escolheu viver.

Ele me contou que quando entrou na sala de emergência do hospital e viu a expressão dos médicos, ficou apavorado:
Achei que eles olhavam pra mim pensando:
Esse cara já era!

João, então, decidiu que tinha que fazer alguma coisa.
Quando uma enfermeira quis saber se ele era alérgico a alguma coisa,
Respondeu que era sim:

Sou alérgico a balas, gritei.
Depois, rindo, eu disse pra eles:
Estou escolhendo viver, me operem como um ser vivo, não como morto.

João sobreviveu graças à persistência dos médicos, mas também graças à sua atitude sempre positiva.

Aprendi com o João que todo dia temos a opção de viver plenamente.
Afinal de contas, atitude é tudo, né mesmo?
Viva intensamente! E com muito carinho...

CRISES


É bom que a gente coloque na cabeça que problemas foram feitos para serem resolvidos!!


Crises

Todas as situações que vivemos têm no mínimo dois lados.
Um positivo e outro negativo. O que faz a diferença é a maneira como lidamos com essas situações.

Todo momento de crise, seja financeira, familiar ou pessoal é uma oportunidade, uma ocasião favorável para o aprendizado.

Crises representam momentos especiais para renovação, para se desfazer do velho que não funciona mais.
E para que surja o novo.
Podemos olhar a situação como vítimas das circunstâncias, com um olhar pessimista...
Ou entender que podemos agir e tirar o melhor proveito da situação.

A crise é a oportunidade que temos para refletir, repensar agir e reposicionar.
Algumas pessoas só têm esse tipo de atitude em situações como essa, quando são arremessadas de uma zona de conforto para a zona de pânico.

A questão não é a crise e sim o que fazemos com ela.
Que aprendizado podemos tirar desses momentos.

Comparo crises com as dores das cólicas.
São dores cíclicas e fazem parte da vida.
A pior é sempre aquela que a gente está vivendo agora.
As que já passaram, bem ou mal, já foram superadas.

Ficar sentado, reclamando da vida, não vai mudar nada mesmo!
É preciso ter coragem de sacudir a poeira do conforto, encarar o pânico e começar a agir!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

KKKKKKKK!!! Você discorda???

A diferença entre homem e mulher!!

A diferença entre homem e mulher!! O pior é que é verdade!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

E ai galera!! Pô ...como rubro-negro eu não poderia deixar de homenagear o meu mengão!! Toma ai...
O campeão Voltou............

Não, infelizmente eu não vou falar do tricolor do Morumbi, este que é considerado a Europa dentro do Brasil, irei falar do clube mais brasileiro do Brasil, aquele que exprime tudo que temos em nosso país, aquele que une o milionário ao mendigo, o policial ao traficante, o branco ao negro, bonito ao feio e por ai vai.
Diziam alguns dos poetas da bola, que se o flamengo ainda não é campeão, é porque o campeonato ainda não acabou, mas então esse ultimo campeonato brasileiro durou longas 16 temporadas, é bem verdade que o time ainda não é campeão da atual, mas está a um passo de ser.
Mais uma vez esse time provou que tem uma magia superior aos demais, não desfazendo de nenhuma equipe, mas porque justo o melhor campeonato brasileiro da estória dos pontos corridos, tinha que ter o flamengo como o ator principal?
Quebrou alguns tabus, desafiou alguns especialistas da bola. Quem acreditava no início do ano que o flamengo poderia ser campeão brasileiro, com o Adriano artilheiro, o Andrade melhor técnico e o Pet (Jesus até isso pode acontecer) o craque do campeonato, era demais até para o mais flamenguista dos flamenguistas, até mesmo para mim.
Não foi o São Paulo ou Palmeiras que perderam o título e com todo respeito não será o Inter quem irá ganhar, tudo vai girar entorno flamengo, todos iram ver o flamengo, e o flamengo termina o melhor campeonato da era dos pontos corridos como o ator principal.
Muitos dizem que é por causa da globo, ou da famosa “Flapress”. Pode até ser, mas a mídia é assim, quem vende mais tem mais destaque, nunca vi ninguém reclamar da Juliana Paes ser quase sempre protagonista das novelas, ou então de 90% dos atores da globo serem extremamente bonitos, ou o porque 10 em cada 10 protagonista de novelas são super gatas. A vida é assim, quem vende infelizmente tem preferência.
Muitos irão dizer que o flamengo nasceu através da mídia, que devido a globo, hoje o time possuí disparado a maior torcida do Brasil e do mundo, contudo dizer o que veio primeiro é a mesma coisa da velha estória “quem nasceu primeiro o ovo ou a galinha?”.
Podemos falar o que quisermos, argumentar o que quisermos, demonstrar o que quisermos, mas uma verdade é inegável, um campeonato com o flamengo na disputa é muito mais bonito, o show inicia no maraca e termina............ ahh sabe Deus onde.
Não é prepotência, mas como diz a letra do hino “eu teria um desgosto profundo, se faltasse um flamengo no mundo” aquilo é desesperador, algo que não existe, ninguém entende a força de uma torcida que consegue crescer mesmo com o time ficando quase duas décadas sem ganhar título de expressão, o maior título do flamengo nos últimos 16 anos foi ver sua torcida dar show, e isso já bastou para qualquer rubro-negro bater no peito com orgulho e encarar o mais temido dos adversários................ sua desorganização.
Desorganizado, endividado, sem estrutura, cheio de jogadores problemas, uma comissão técnica inexperiente, uma torcida impaciente, um time acabado. Esses são apenas alguns dos problemas que o time enfrentou esse ano, talvez por isso vencer no flamengo tenha mais graça.
Qual a graça de vencer em time igual o São Paulo? O time é bom, dificilmente tem problemas internos, sua estrutura é a melhor do Brasil, o time é o maior vencedor de libertadores, mundiais e brasileiros entre nossos times, a diretoria é séria, não atrasa salários, nenhum dirigente fala besteira na televisão, tem o maior estádio particular Brasileiro, está situado em um dos bairros mais ricos do país. Caramba isso é absurdamente humilhante para praticamente todas as equipes do Brasil.
Mas falta alguma coisa, cadê a dificuldade? Cadê a emoção? Cadê a graça? Lógico que para os torcedores ela existe, mas não marca, principalmente os títulos deste atual São Paulo, todos lembram do São Paulo campeão do mundo de Raí, mas ninguém vai lembrar do São Paulo campeão brasileiro de........ Rick, OPS! de....... Rogério Ceni, ahn?? de......... Hernanes, talves? Não nenhum deste e sim da organização.
Por isso digo, o flamengo é um time iluminado, se não bastasse ele ser o ator principal do melhor campeonato de pontos corridos da história, quis o destino que muita emoção apimentasse a possível conquista.
Neste campeonato o flamengo já pôde experimentar de quase tudo, desde ex-jogador-ídolo virando ídolo novamente, jogador largando dinheiro para jogar no fla, jogador desdenhado da equipe, jogador declarando amor e depois desdeclarando esse amor, jogador saindo, jogador entrando, técnico que o time não gostava, jogador que não treina, jogador que não joga, goleiro que é ídolo depois vira vilão e depois volta a ser ídolo, torcida que ajuda, torcida que atrapalha, time que ganha fora, time que empata dentro, vexame em casa, redenção fora, enfim, até salário em dia já tivemos nesse ano, e com direito a premiação a cada 4 pontos conquistados.
Isso é flamengo, desorganizado e encantador, igual aquele menininha feia que você não sabe porquê, mas você tem vontade de pegar, é algo inexplicável, talvez seja a globo, ou talvez seja Deus, ahhhh sei lá, já disseram que se Deus é brasileiro ele é flamenguista...... ehhhhhhhh talvez seja isso mesmo, a FORCINHA DO CRIADOR.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

QUANDO O AMOR ACABA...


Alguns amores duram para sempre.
Outros se renovam.
Alguns se perdem por aí, por falta de cuidado.
Mas muitos amores acabam.
E quando um amor acaba, dói igual pra quem deixou de amar e pra quem deixou de ser amado.

O fim de um amor vem sempre carregado de mágoa, de frustração...
É que quando a gente ama, sente um poder e uma força tão grandes, que nem passa pela cabeça viver sem essa emoção.
Não tem jeito, tem amor que chega ao fim.

Mas quer saber? O ser humano nasce com uma capacidade inesgotável de amar.
Não é à toa que amamos intensamente filhos, pais, irmãos, amigos...
E não é à toa que amamos mais de um homem ou de uma mulher na vida.

Por isso, se o seu amor foi embora e você acha que ficou vazio, acredite, é coisa passageira.
É apenas uma pausa pro começo de um amor novo que vem por aí.
Porque quando a gente ama, fica com uma reserva de coisa boa aqui dentro.
Se não fosse assim, não sobraria nada pra dar à próxima pessoa que chega.

Só quem já amou de verdade sabe que amor é o tipo da coisa que quanto mais a gente dá, mais tem.
Embora os poetas sempre escrevam sobre desilusão, ninguém morre de amor...

É exatamente o contrário: a gente vive de amor. Se não fosse o amor, não estaríamos aqui.
Amor é prática. É exercício. É insistir na busca da felicidade.
Se usarmos a inteligência, a paciência e, claro, a tão necessária esperança...
O amor nunca vai faltar.

Texto: Lena Gino

LEMBRE-SE...



Lembre-se sempre que a pele enruga, o cabelo fica branco, os dias se transformam em anos...
Mas o importante não muda:
A nossa força e segurança não têm idade.

O nosso espírito é o espanador de qualquer teia de aranha...
Atrás de cada linha de chegada, há uma de partida.
Atrás de cada engano, há outro desafio...

Enquanto estiver viva, sinta-se viva.
Se fizer algo diferente, volte a fazê-lo.
Não viva de fotos amareladas, siga em frente, ainda que todos esperem que você desista...
Não deixe oxidar o ferro que existe em você.

Quando, por causa da idade, você não puder correr, ande depressa...
Quando não puder andar depressa, caminhe...
Quando não puder caminhar, use a bengala...
Mas não pare nunca!

O que você faz para viver bem?


O que eu tenho não me pertence, embora faça parte de mim.

Tudo o que sou me foi um dia emprestado pelo Criador para que eu possa dividir com aqueles que entram na minha vida.

Ninguém cruza nosso caminho por acaso e nós não entramos na vida de alguém sem nenhuma razão.

Há muito o que dar e o que receber; há muito o que aprender, com experiências boas ou negativas. Tente ver as coisas negativas que acontecem com você como algo que aconteceu por uma razão precisa.

E não se lamente pelo ocorrido; além de não servir de nada reclamar, isso vai te vendar os olhos, dificultando assim, continuar seu caminho.

Quando não conseguimos tirar da cabeça que alguém nos feriu, estamos somente reavivando a ferida, tornando-a muitas vezes bem maior do que era no início. Nem sempre as pessoas nos ferem voluntariamente.

Muitas vezes somos nós que nos sentimos feridos e a pessoa nem mesmo percebeu; e nos sentimos decepcionados porque aquela pessoa não correspondeu às nossas expectativas. E sabemos lá quais eram as nossas expectativas? Decepcionamo-nos e decepcionamos outras pessoas também.

Mas, claro, é bem mais fácil pensar nas coisas que nos atingem. Quando alguém te disser que te magoou sem intenção, acredite nela! Vai te fazer bem. Assim, talvez, ela poderá entender quando você, sinceramente, disser que "foi sem querer".

Dê de você mesmo o quanto puder! Sabe, quando você se for, a única coisa que vai deixar é a lembrança do que fez aqui.

Seja bom, tente dar sempre o primeiro passo para a reconciliação, nunca negue uma ajuda ao seu alcance, perdoe e dê de você mesmo.

Seja uma bênção a todos que o cercam! Deus não vem em pessoa para abençoar, Ele usa os que estão aqui dispostos a cumprir essa missão.

Todos nós podemos ser Anjos. A eternidade está em nossas mãos. Viva de maneira honrada, para que quando envelhecer, você possa falar só coisas boas do passado e sentir assim, prazer uma segunda vez... e ter a certeza de que quando você se for, muito de você ainda fique naqueles que tiveram a boa ventura de te encontrar.

Chico Xavier

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

SPECTREMAN

Bora viajar????



O INESQUECÍVEL SPECTREMAN

“Planeta: Terra. Cidade: Tóquio. Como todas as metrópoles, Tóquio se acha hoje em desvantagem na sua luta contra o maior inimigo do homem; a poluição. E apesar dos esforços das autoridades de todo o mundo, pode acontecer um dia que a terra, o ar e as águas venham a se tornar letais para toda e qualquer forma de vida. Quem poderá intervir?”

Quantas vezes nós já ouvimos essa introdução? Bom, muitas, pois assim começavam as aventuras do herói Spectreman, que lutava arduamente para livrar o nosso planeta da poluição. Sendo primeiramente exibido na década de 70 na TV Tupi e depois reprisado durante os anos 80 na Record e SBT, Spectreman teve muito sucesso por aqui devido às suas histórias interessantes e ao clima estilo Ultraman, deixando uma grande legião de fãs saudosissimos.

Ainda mais do que no Brasil, a série marcou época no Japão. O principal motivo foi o fato de ter provocado o segundo “kaijyu Boom” (explosão de popularidade entre seriados de monstros e afins), em 71, e de ter superado a audiência do famoso anime de baseball “Kyojin no Hoshi” (exibido na mesma época) durante todo o período em que concorreram.

A idéia original de Tomio Sagísu, presidente da P-Production(que produziu a série), era criar um programa onde “monstros macacos alienígenas” seriam os vilões e teriam o papel principal. Mas a idéia cresceu e se tornou o filme piloto da série, de apenas 8 minutos, que nunca chegou a ser exibido na TV: Choujin (super-homen) Elementman” produzido em agosto de 1970.

Nesse piloto, o herói aparecia com um visual vermelho, totalmente diferente do que acabou se tornando o verdadeiro Spectreman, sendo que a boca do ator aparecia sob a máscara. Já o vilão, no lugar do Dr. Gori, encontrava-se apenas Karas (Raa, no original) cuja máscara, segundo Sagisu, ficou excepcionalmente bem feita (?). Fazendo as cenas de ação estava Kouji Uenishi, famoso por ter interpretado o UltraSeven transformado e que também veste as roupas de Spectreman e Karas (detalhe: Kouji conta que ia freqüentemente ao zoológico estudar a movimentação dos gorilas!!). Para ser a versão humana de Elementman, foi escolhido o ator e modelo Jiro Dan, que meses depois atuou como Hideki Goh em O Regresso de Ultraman. A idéia da P-Production foi aceita pela TV Fuji. A emissora apenas exigiu que certas coisas fossem alteradas, como a máscara, que deveria cobrir toda a cara do ator.

Com isso, dia 2 de Janeiro de 1971, a série estreava com o título “Uchu Enjin Gori” (Gori, o Homem-Macaco Espacial) que a partir do episódio 21, devido a muitos protestos feitos pelos telespectadores, foi alterado para “Uchu Enjin Gori Versus Spectroman” e finalmente, do capítulo 40 em diante, somente “Spectroman” (Spectreman é o título internacional do programa).

Segundo o próprio produtor, Houve uma terrível falta de tempo na produção dos episódios iniciais (causada pelas mudanças imprevistas que a TV Fuji havia exigido), queos levou a aproveitar as fantasias do monstro Midron(episódio 3) do filme piloto Elementman e de Zeron (no episódio 4) de um ou outro piloto da produtora, Jaguarman(1967). Algumas cenas em que os monstros aparecem também são aproveitadas destes pilotos, principalmente do primeiro. Depois de chegar ao fim com 63 capitulos e muito sucesso, Spectreman abriu caminho para uma nova produção da P-Production: Kaiketsu Lion Man.


terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Como sobrevivemos??


E ai galera... Estamos em Dezembro!!! Quero que o seu mês seja sensacional !!! Tô aqui com um texto que nos faz refletir muito sobre muita coisa! Você que foi criança na década de 70 e 80 vai se emocionar muito! Olhe lá se não escapar uma lágrima dos olhos!




Como pode ter sobrevivido?


Afinal de contas...

Os carros não tinham cintos de segurança, apoios de cabeça, nem airbag!!

Íamos soltos no banco de trás aos saltos e na galhofa....

E isso não era perigoso!As camas tinham grades e os brinquedos eram multicores com pecinhas que se soltavam ou no mínimo pintados com umas tintas “duvidosas” contendo chumbo ou outro veneno qualquer.Não havia trancas de segurança nas portas dos carros, chaves nos armários de medicamentos, detergentes ou químicos domésticos.Andávamos de bicicleta para lá e pra cá, sem capacete, joelheiras, caneleiras e cotoveleiras...Bebíamos água em potes de barro, da torneira, duma mangueira, ou duma fonte e não águas minerais em garrafas ditas “esterilizadas”.
Construíamos aqueles famosos carrinhos de rolamentos e aqueles que tinham a sorte de morar perto duma ladeira asfaltada, podiam tentar bater records de velocidade e até verificar no meio do caminho que tinham economizado a sola dos sapatos, que eram usados como travões...Depois de acabarmos num silvado aprendíamos.
Íamos brincar na rua com uma única condição: voltar para casa ao anoitecer. Não havia telemóveis... Os nossos pais não sabiam onde estávamos!

Era incrível ! Tínhamos aulas só de manhã, e íamos almoçar a casa.
Quando tínhamos piolhos a nossa mãe lavava-nos a cabeça com Quitoso e com um pente fininho removia a piolhada toda.
Braços engessados, dentes partidos, joelhos esfolados, cabeça rachadaAlguém se queixava disso?Todos tinham razão, menos nós ...

Comíamos doces à vontade, pão com Tulicreme, bebidas com o (perigoso) açúcar.

Não se falava de obesidade, brincávamos sempre na rua e éramos super activos ...Quando comprávamos aqueles tubinhos de Fá naquela mercearia da esquina, vinha logo o pessoal todo a pedir um “coche” e dividíamos com os nossos amigos. Bebiam todos pelo mesmo tubinho e nunca ninguém morreu por isso ....Quem não teve um cão?

Nada de ração.

Comiam a mesma comida que nós (muitas vezes os restos), e sem problema nenhum!Banho quente? Champô?Qual quê! No quintal, um segurava o cão e o outro com a mangueira (fria) ia jogando água e esfregava-o com (acreditem se quiserem) sabão (em barra) de lavar roupa!Algum cão morreu ou adoeceu por causa disso?
A pé ou de bicicleta, íamos à casa dos nossos amigos, mesmo que morassem a kms da nossa casa, entrávamos sem bater e íamos brincar.É verdade!

Lá fora, nesse mundo cinzento e sem segurança!

Como era possível? Jogávamos futebol na rua, muitas vezes com a baliza sinalizada por duas pedras... Ás vezes quando éramos muitos tínhamos que ficar de fora sem jogar nem ser substituído... mas nem era o “FIM DO MUNDO”!
Na escola tinha bons e maus alunos. Uns passavam e outros eram reprovados. Ninguém ia por isso a um psicólogo ou psicoterapeuta. Não havia a moda dos superdotados, nem se falava em dislexia, problemas de concentração, hiperactividade. Quem não passava, simplesmente repetia de ano e tentava de novo no ano seguinte!
As nossas festas eram animadas por gira-discos , a fazerem aqueles cliques da agulha a deslizar nos discos de vinil. As bebidas, eram claro, a deliciosa groselha com cubinhos de gelo.

Tínhamos:

Liberdade,

Fracassos,

Sucessos e Deveres....

E aprendíamos a lidar com cada um deles!
A única verdadeira questão é:
Como conseguimos sobreviver?

E acima de tudo, como conseguimos desenvolver a nossa personalidade?
Sem dúvida vão responder que era uma chatice, mas ... Como éramos felizes!!! "

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

EM BUSCA DO CORPO PERDIDO OU ACHEI UM CORPO QUE NÃO ERA O MEU.



EM BUSCA DO CORPO PERDIDO OU ACHEI UM CORPO QUE NÃO ERA O MEU.

Esse cara é simplismente fenomenal...Com vocês Paulo Timburro...


Afinal o que é uma dieta, qual a melhor, e em quanto tempo as pessoas vão perder aqueles cinco, vinte ou trinta quilos dos cento e dez que compõem sua indesejável massa corpórea atual e robusta? Infelizmente, estas dúvidas cruéis, no entanto, só aumentam a ansiedade do gordo, e esta ansiedade induz a ingestão compulsiva de quilos e mais quilos de comida gordurosa em excesso e de má qualidade. E o gordo fica mais gordo!O vilão já desmascarado deste drama alimentar, são os sanduíches de múltiplos andares e impossíveis de serem abocanhados, até mesmo, pelos mais bem treinados flexíveis e enormes maxilares.
São os soberbos e monumentais hamburgers, distribuídos entre várias partes de pão, generosamente, encharcados de molhos ácidos, picantes e maioneses multicoloridas que, até insetos os evitam.Duvido que você já tenha visto uma mosca, numa destas lojas de fast - food. Sabe a razão? Mosca não tem instinto suicida!O valor calórico destes alimentos é tão grande, e só comparável àquela língua de fogo que, os grandes foguetes espaciais soltam ao partir rumo ao espaço.Seus nomes comerciais já sugerem a intensidade das suas conseqüências: big, duplo big, tri duplo big, avassalador,quarteirão, avenidão e torre de babel, entre outros.
Como desgraça pouca é bobagem, estes edifícios comestíveis são acompanhados de muita batata frita salgada, encharcadas de óleo e para serem empurradas goela à dentro, estas bocas nervosas precisam beber grandes quantidades de refrigerantes borbulhantes de gás carbônico.Dizem que, as carnes compactadas destes hamburgers mortais são oriundas de animais ou aves que durantes suas curtas vidas terrenas tomam hormônios à granel, para crescerem rapidamente, e engordar em regime de absoluto confinamento, para não perderem nenhuma gordurinha acumulada. Barbaridade!
A gula é um pecado condenado por, praticamente todas as filosofias e religiões.À propósito o que achariam os católicos destas mazelas degustativas? Certamente classificariam como tentações demoníacas e lamentam que uma simplória, natural e inocente maçã tivesse causado tantos problemas a Adão e Eva, comparando-se a estas tragédias alimentares contemporâneas. Já os espíritas classificariam estas viagens à maionese como sendo um verdadeiro carma.E os orientais? Os chacras - afirmam - ficam tão ensebados que não conseguem equilíbrio nem para eles mesmos, quanto mais para seus donos.E afinal, após viver muitos anos degustando estas porcarias, o incauto consumidor pretende libertar-se dos excessos.Mas será que este flagelo alimentar não serve para ninguém? Servem sim, principalmente, para aqueles que acenam com milagrosas soluções, como os médicos nutricionistas, academia de ginásticas, laboratórios farmacêuticos e personal training. Para estes a alimentação fast - food é a salvação da lavoura para os seus orçamentos, pois ,cada vez mais, gordos batem as suas portas. Alguns nem passam na porta!Médicos cirurgiões, também estão gostando, pois aspiram toneladas de gorduras de barrigas, culotes, e regiões glúteas que são mais exploradas do que foi o saudoso pau-Brasil, nestas terras descobertas por Cabral.Porém o campeão absoluto de audiência é, sem duvida, estas empresas denominadas de laboratórios farmacêuticos.Os gordos, ou os que assim se sentem, tomam, em geral, dezenas de comprimidos para perder a fome, acompanhados de outros tantos, para se manter de pé, andando. Enfim, vivos!Pela manhã a indústria dietética garante que a clientela só deverá comer alguns tabletes de soja não-transgênica.Para o almoço a indústria farmacêutica prepara uma surpresa. Sopa de, absolutamente, nada, esterilizada e pasteurizada pelo método francês, importado da China, inventado na Austrália e exportado pelos paraguaios, sem nota fiscal. A grande mágica do mundo globalizado contemporâneo. No jantar, o incauto glutão e arrependido comedor de fast - food, são sugestionados pelo grande irmão da industria dos milagres a ingerir cápsulas de ar comprimido que ao chegarem no estômago explodem, derrotando literalmente a fome.A bula recomenda, no entanto, que não se durma acompanhado, porque caso haja qualquer escapamento de ar, os efeitos seriam imprevisíveis.Pô vou ficar por aqui, pois me deu uma fome incrível e, pretendo destruir um destes imensos sanduíches. Só hoje, como sempre "juram", nossos adorados gorduchos!


Por Paulo Tamburro

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

O que é saudade?


A Recordação é a mãe da Saudades.

E saudades se sente ao relembrar as brincadeiras de infância,

A primeira professora,

Aquele brinquedo favorito .

Saudades daquele abraço, daquele sermão, daquele castigo.
Saudades dos sonhos da adolescência,

Do beijo do primeiro namorado,

Da ingenuidade de sentimentos,

Do culto ao corpo e desprezo a alma;

Do sorriso largo e esperança desmedida.

Saudades daquele abraço, daquele sermão, daquele castigo.
Saudades daquela experiência negativa,

Que tornou mais enriquecida a vida.

Daquele patrão exigente, que te fez ótimo profissional

Daquele amigo ingrato, que te ensinou a perdoar.

Daquele amante infiel que te ensinou a desconfiar

Quem não sente Saudades,

Não viveu,Deixou a vida passar, por isso viva com intensidade seus momentos

E sua SAUDADE será resultado da sua história de vida.

Autor: Lianna Jesus

Achei por demais pertinente postar no nosso blog! Leiam com atenção!
RECADO DA POLÍCIA MILITAR CUIDADO em BARES, RESTAURANTES, IGREJAS e outros locais de encontros coletivos.

Bandidos estão dando de 10 x 0 em criatividade em nós e na Polícia, portanto, vamos acabar com isso...

Leiam: Você e seus amigos ou familiares estão num bar ou restaurante, batendo papo e se divertindo.

De repente chega um indivíduo e pergunta de quem é o carro tal, com placa tal, estacionado na rua tal, solicitando que o proprietário dê um pulinho lá fora para manobrar o carro, que está dificultando a saída de outro carro.

Você, bastante solícito vai, e ao chegar até o seu carro, anunciam o assalto e levam seu carro e seus pertences, e ainda terá sorte se não levar um tiro...

Numa mesma noite, o resgate da Polícia Militar atendeu a três pessoas baleadas, todas envolvidas no mesmo tipo de história.

Repasse esta notícia para alertar seus amigos...

O jeito, em caso semelhante é ir acompanhado!

Chame alguns amigos para ir junto, e de longe verifique se é verdade.

Isto também pode acontecer, quando se está na igreja, supermercado... ou em outros locais de encontros coletivos.

'MENSAGEM TRANSMITIDA PELO ATENDIMENTO 190 '

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Olha a viagem...


Galera vi esse texto num blog de uma garota ...e achei muito bacana!!! Tá aqui ...confira!!!



VC Q TEM ENTRE 16 E 25 ANOS ,LEIA E VEJA SE BATE ...



Tinha estojo com piano embutido ?Brincava de passar o anel e de correr cotia ? Sorvete seco com mini-bexiga grudada ? Apodrecida quase sempre ...Cigarrinho de chocolate ? Pirulito do Zorro ? Usava caneta de 10 cores com xeiro ? Teve ferrorama ou autorama ? Ia de kombi pra escola e nao de Vam ? Pegou a

moda do tenis "pop" q acendia a luz atras ,no calcanhar ?Lecheval ? Bical ? M 2.000 ? Vc usava as botas de chuva de borracha ...vermelha ? Sabe quem foi Vovó Mafalda ? Fofao ?(lembra o boneco do Fofao,quase em tamanho real ?) Bozo ? Topogigio ? Sergio Malandro apresentando "porta dos desesperados"? Jogou champ-corss na areia,com tampinhas de garrafa de metal ? O Gil Gomes era reporter de rua do Aqui Agora ? Colecionava as figurinhas de bixinhos que vinham no chocolate Surpresa ? Da melhor novela que vc ja viu ate hoje ("Carrossel") ou dos Super Sentai ( Changeman, Flashman, Jaspion, Jiraia ). Já teve um Ki-Chute ? Teve o "meu primeiro Gradiente" ? Morria de pena do Cirilo? Era apaixonado pela professora Helena ? E odiava a Maria Joaquina ? Tinha o LP do Trem da Alegria ?Simony era mais cabeça ainda... Já ficou tardes dançando Girinos? Louva-Deus? Grilo? Borboleta? Quando a Xuxa começava o programa (Show da Xuxa) e saia da nave dela vc ficava arrepiado ?Parecia que sua mãe tinha colocado comprimido de ecstasy no seu nescau neh ? 1,2,3, vamos todos de uma vez,gritar,pular até cair no chão ... Ja comeu aqueles pirulitos "DIP n'LIK" q você molhava ele no açucar antes ,e depois chupava...só o açucar ? E no mercado que tinha aqueles sucos em forma de granada ,banana , revolver, caixo de uva (era ruim pra caralho) Musica do tipo (Desireless-Voyage Voyage, Francisco Napole -Bala Bala,locomia- locomia ,Pet Shop Boys - dominó dancing ,Bonnye Tyler-total eclipse of the heart, e outras. Era moda entre as meninas aprender a dançar jazz ? Tinha aquele baita penal do Paraguai q tinha 38734 canetinhas, lapis de cor,lupa ,tesoura,apontador,giz de cera,etc... ? Qual menina nao tinha o seu bebezao ? Jogava botão com seus amigos ? Assistia o seriado Mad-Max ? We don't need another heeeero !!! Já teve um yo-yo ,que quando descia acendia a luz? Geralmente o yo-yo pesava uns 3 kilos e era giganorme ,e estragava nos primeiros 2 meses .Comprava os LPs dos Super Sentai e aquelas mascaras que vinham junto uma espada e um escudo ? Pulava de pogobol ? (do Gugu ainda ) Perdeu algum capítulo de Chispita(aquela menina de trança e com sardas no rosto)??E carrossel ? E Chaves ? Colecionava papel de carta ?Com cheiro ? Tinha pasta né ?Quando estreiou na tv filmes como Rambo 2 ,Super-Man ,Exorcista,vc assistiu ? Pulava corda com aquela musiquinha :" um homem bateu na minha porta e eu abri, senhoras e senhores,ponham a mao no chão ..."? E pulava elastico ?? Quantos metros tinha o seu ?Vc conseguia passar as 4 "cinco marias" de uma só vez por baixo da ponte que fazia com a mão ,na fase 5 do jogo ? Brincava de "uni-duni tê ,salamê minguê ,o sorvete colorê ,o escolhido foi vc"(que diabo era aquilo?) Tinha boneco do He-Man ? Abelhudo? She-ra ?Esqueleto ? Menor? Sabe cantar todas as músicas dos Mamonas ? Street fighter,sonic, super mario,california games,enduro, lotus , shinobi , marcaram sua vida ?Fez calo no dedão tentando dar magic no street fighter ? Brincou de longa-la-longa lagucha laguê ? (tinha uma combinaçao pra dar com a mao pra tras da orelha, ou na boca vixi...) Uma que nao recordo direito,algo assim : nos por cima ,nos por baixo,eu com ela, eu sem ela .Fui a chinama ver o q era chinama,todos em chinama,lig-lig chinama,lig-lig chinama ,fui a harley,fui a clips... Quando alguma tia, vizinho ,ia pro Paraguay trazia qkeles cachorrinhos marrom com o peito branco q andava e latia e depois dava uma pirueta "vulgo mortal" e caia d pé certinho de novo ...?? Nao tinha problema de gostar da Xuxa (e vc gostava) e cantava a versao da musica(" uni duni tê ôôôô, salamê minguê ,ôôôô, sorvete colorê ,sonho encantado onde esta vc ?") ,e a musica do Didi ("amigo do peito,amigo d fé ,amigo irmao,igual a eu e vc ") , cantava a musica do comercial do guarana Antartica ("pipoca na panela ,começa arrebentar,pipoca com sal q sede q da...") ,e do pirulito q bate-bate(q tinha akela helicizinha pra vc girar e fazer com q ele voltasse ?) "pirocópito" Brincava d estatua? Caçador ? Sotop ? Malhava Judas ? Andava d patins,e nao d roller ,certo ? Esse tempo o Fut era composto por figuras ilustres como " Palhinha,Wilson Mano,Ezio, Piá, Charlies Guerreiro,Neto Gralak ,Jairo Lenze,Tupãzinho(sempre entrava aos 42 do 2º tempo e marcava gol), Catê Mancuso, Marco Antonio Boiadeiro,Alcindo ,Pintado , entre outros. Fazia a brincadeira do copoe depois ficava morrendo d medo ?Na sua escola ,ouvia falae e morria d medo da loira do banheiro ? Fez coleçao d Fluffy ? Chupetinha ? Brinkedos do KinderOvo ? amarrava bandana na cabeça pra fingir q era o Rambo ? Queria ter os oculos-canudo do Chaves ? E quando colocava suco lá ,tomava FORÇADO ,soh pra ver o liquido passando pelos olhos ?Brincava d gato-mia no quarto escuro ?Vc teve lego ?Playmobil ? Comandos em açao ?Barbie quem sabe ? Jogou cilada ?Detetive ? Jogo da vida ?Banco imobiliario ?Tapa-certo ? Cara-a-cara ? Paraquedas com papel d ovo d pascoa ? Assistio "nossa turma" ? onde tinha akele certo skaista ,(aussie q era o mais serio ,o velhinho q andava d patins ). Punk ,a Levada da Breca (que tinha o Glomer na mochila ) ? Cavalo d fogo ? Muppets baby ?( gonzo bebê),Caverna do dragao ?Elo Perdido, "o seriado"? Gato felix ? Thunde cats ? Herculoides ? Vc colecionava figurinhas do Pantanal ? Ja fez colar com akeles plasticos azuis q ficava embaixo da tampinha d refri ?Isso foi moda ,meu Deus !!! Comeu "buble gun" akele famoso chiclet d metro ?"tinha um sabor melancia q era mto enjuativo".Coleçao d bonecas "moranguinho" q eram bem cheirosas ? Tinha pelo menos um lango-lango ? Eh o tempo passa... se vc respondeu afirmativamente a maioria dos itens acima, ou teve um ataque d riso durante esse texto ,vc eh um previlegiado ,pois a felicidade eh o resultado d varios fatores na nossa vida e um deles pod ser medido pela forma como encaramos nossas lembranças. E convenhamos ,como foi pura nossa infancia.Fala serio !!! E no futuro ,do q as crianças vao lembrar ?Do Tchan da Carla Perez ? Lacraia ? Da Feiticeira e da Tiazinha ?Bate-papos virtuais ,internet e games on-line ?Shopping ?Do Pokemom ? Dragon Ball Z ? BBB ,casa dos artistas ? Um tapinha nao doi e dança da motinha ??? Eguinha pocoto ? VAI DIZER Q NAO FOI BOM LEMBRAR !!!???

Peguei esse texto de um blog de uma garota!! Achei bacana e tô aqui compartilhando com vcs!!!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Pensamento, uma forma de caminhar sonhando.



Hoje existem edifícios mais altos e estradas mais largas, porém temperamentos pequenos e pontos de vista mais estreitos.
Gastamos mais, porém desfrutamos menos.
Temos casas maiores, porém famílias menores.
Temos mais compromissos, porém menos tempo.
Temos mais conhecimentos, porém menos discernimento.
Temos mais remédios, porém menos saúde.
Multiplicamos nossos bens, porém reduzimos nossos valores humanos.
Falamos muito, amamos pouco e odiamos demais.
Chegamos à Lua, porém temos problemas para atravessar a rua e conhecer o nosso vizinho.
Conquistamos o espaço exterior, porém não o interior.
Temos dinheiro, porém menos moral....
Há mais liberdade, porém menos alegrias....
Dias em que há dois salários em casa, porém aumentam os divórcios.
Dias de casas mais lindas, porém de lares desfeitos.
Por tudo isso, proponho que de hoje e para sempre...
Não deixes nada “para uma ocasião especial”, porque cada dia que viveres será uma ocasião especial.
Lê mais, senta-te na varanda e admira a paisagem sem te importares com as tempestades.
Passa mais tempo com a tua família e com teus amigos, come a tua comida preferida, visita os lugares que amas.
A vida é uma sucessão de momentos para serem desfrutados, não apenas para sobreviver.
Usa as tuas taças de cristal, não guardes o melhor perfume, é bom usá-lo cada vez que sentires vontade.
As frases “Um destes dias”, “Algum dia”, elimina-as do teu vocabulário.
Escreve aquela carta que pensavas escrever “Um destes dias”.
Diz aos teus familiares e amigos o quanto os amas.
Por isso não proteles nada daquilo que tornaria a tua vida em sorrisos e alegria.
Cada dia, hora e minuto são especiais... e não sabes se será o último...

Cuidado com a bebida!






Tá vendo o que a bebida faz? Tenha muito cuidado com quem você bebe, onde você bebe e o que você bebe!!

Olha o que fizeram com esse coitado!

Dinheiro não é tudo.




Com Dinheiro pode-se comprar uma casa, mas não um lar.

Com Dinheiro pode-se comprar uma cama, mas não o sono.

Com Dinheiro pode-se comprar um relógio, mas não o tempo.

Com Dinheiro pode-se comprar um livro, mas não o conhecimento.

Com Dinheiro pode-se comprar comida, mas não o apetite.

Com Dinheiro pode-se comprar posição, mas não respeito.

Com Dinheiro pode-se comprar sangue, mas não a vida.

Com Dinheiro pode-se comprar remédios, mas não a saúde.

Com Dinheiro pode-se comprar sexo, mas não o amor.

Com Dinheiro pode-se comprar pessoas, mas não amigos.


... dinheiro não é tudo...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

SONETO DE FIDELIDADE



De tudo ao meu amor serei atento

Antes e com tal zelo e sempre e tanto
Que mesmo em face do maior encanto

Dele se encante mais meu pensamento


Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento


Para que mais tarde, quando a morte me procure
Ou quem sabe a solidão fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor que tive
Que não seja imortal posto que é chama
Mas que seja INFINITO enquanto dure.


Vinícius de Moraes

Como fazer durar um amor


Uma mãe e a sua filha estavam a caminhar pela praia.

Num certo ponto, a menina perguntou:

- " Como se faz para manter um amor ? "

A mãe olhou para a filha e respondeu:

-" Pega num pouco de areia e fecha a mão com força..."

A menina assim fez e reparou que quanto mais forte apertava a areia com a mão com mais velocidade a areia se escapava.

-" Mamãe, mas assim a areia cai !!! "

-" Eu sei, agora abre completamente a mão..."

A menina assim fez mas veio um vento forte e levou consigo a areia que restava na sua mão.

- " Assim também não consigo mantê-la na minha mão!"

A mãe, sempre a sorrir disse-lhe:

-" Agora pega outra vez num pouco de areia e deixe-a na mão semi-aberta como se fosse uma colher... bastante fechada para protegê-la e bastante aberta para lhe dar liberdade."

A menina experimenta e vê que a areia não se escapa da mão e está protegida do vento.

-" É assim que se faz durar um amor..."

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

O QUE QUERO COM VOCÊ...


Fala galera... Fiz um poema e queria dividir com vocês!! Fala de coisas singelas ... creia a felicidade está nas coisas mais simples!!






Fiz aqui com meus garranchos

um poema pra você,

Preste muita atenção,

Pois vou começar a ler,



Ele fala coisas simples,

É singelo e verdadeiro

É o que quero com voçê

sendo eu seu companheiro,



Nos domingos ir à missa ,

Ler um livro pra você

É um rascunho dos meus planos,

Deus permita acontecer,



Ver um filme no cinema

Com pipoca e coca-cola

Visitar um santuário

Pro mendigo dar esmola



Comprar frutas no mercado

Uma cerveja ali no bar,

Está sempre com você,

Pouco importa o lugar...



Que tal um banho de chuva?

Sem ter medo de gripar...

Ou então correr descalço,

Firmemente o chão tocar...



Sepultar a insegurança,

Ouvir comigo uma canção,

Nossos olhos apontados

Numa mesma direção...



Não dar bola pro ciúme

Demitir a solidão,

E pra tudo ser perfeito

Vou pedir em oração...



Vou fazer até promessa

pro amor nunca acabar

Subo o horto de joelhos,

mas sem tu não vou ficar...



Eu não penso em riqueza

muita grana ,em luxar...

Com você tô satisfeito

Tesouro maior não há...





Graduado em Letras pela Universidade Regional do Cariri (URCA),além de radialista e apresentador de TV, Henrique Vidal é também humorista, compositor e escritor.