quinta-feira, 29 de outubro de 2009

A formiguinha e a cigarra



 


Releitura da fábula de La Fontaine:

 

Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.
durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida
para o período de inverno.
Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem o bate-papo
com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha gelada.
Seu nome era 'Trabalho', e seu sobrenome era 'Sempre'.


Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e
nos bares da cidade; não desperdiçou nem um minuto sequer. Cantou durante
todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu prá valer sem se preocupar
com o inverno que estava por vir.
Então, passados alguns dias, começou a esfriar.
Era o inverno que estava começando.


A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e
aconchegante toca, repleta de comida.
Mas alguém chamava por seu nome, do lado de fora da toca.
Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu.
Sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari amarela com um aconchegante
casaco de vison.


E a cigarra disse para a formiguinha:
- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris.
- Será que você poderia cuidar da minha toca?
- E a formiguinha respondeu:
- Claro, sem problemas!
- Mas o que lhe aconteceu?
- Como você conseguiu dinheiro para ir à Paris e comprar esta Ferrari?


E a cigarra respondeu:
Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um
produtor gostou da minha voz.
Fechei um contrato de seis meses para fazer show em Paris...
À propósito, a amiga deseja alguma coisa de lá?


Desejo sim, respondeu a formiguinha.
Se você encontrar o La Fontaine (Autor da Fábula Original) por lá, manda
ele ir para a 'Puta Que O Pariu!!!'



Moral da História:

Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia
só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão.
Trabalhe, mas curta a sua vida. Ela é única!!!
Se você não encontrar a sua metade da laranja, não desanime, procure sua
metade do limão, adicione açúcar, pinga e gelo e seja feliz...

La Fontaine nasceu em Château-Thierry na França a 13 de julho de 1621 e morreu em Paris a 13 de abril de 1695.Ele foi o responsável pela popularização das fábulas do Ocidente.

Evite ser traído


Às amigas e amigos modernos: não deixem de ler.

Para as mulheres, uma verdade! Para os homens, a realidade!

Você, homem da atualidade, vem se surpreendendo diuturnamente com o "nível" intelectual, cultural e, principalmente,"liberal" de sua mulher, namorada etc...

Às vezes sequer sabe como agir, e lá no fundinho tem aquele medo de ser traído - ou nos termos usuais "corneado".Saiba de uma coisa...

Esse risco é iminente, a probabilidade disso acontecer é muito grande, e só cabe a você, e a ninguém mais evitar que isso aconteça - ou então - assumir seu "chifre" em alto e bom som.

Você deve estar perguntando porque eu gastaria meu precioso tempo falando sobre isso. Entretanto, a aflição masculina diante da traição vem me chamando a atenção já há tempos.

Mas o que seria uma "mulher moderna"?

A princípio seria aquela que se ama acima de tudo, que não perde (e nem tem)tempo com/para futilidades, que é independente sentimentalmente dos outros, que é corajosa, companheira, confidente, amante...

É aquela que às vezes tem uma crise súbita de ciúmes mas que não tem vergonha nenhuma em admitir que está errada e de correr prós seus braços...

É aquela que consegue ao mesmo tempo ser forte e meiga, desarrumada e linda...

Enfim, a mulher moderna é aquela que não tem medo de nada nem de ninguém, olha a vida de frente, fala o que pensa e o que sente, doa a quem doer...

Assim, após um processo "investigatório" junto a essas "mulheres modernas"pude constatar o pior. VOCÊ SERÁ (OU É???) "corno", ao menos que:Nunca deixe uma "mulher moderna" insegura.

Antigamente elas choravam.

Hoje elas simplesmente traem, sem dó nem piedade.

Não ache que ela tem poderes "adivinhatórios".

Ela tem de saber da sua boca o quanto você gosta dela.

Qualquer dúvida neste sentido poderá levar às conseqüências expostas acima.

Não ache que é normal sair com os amigos (seja pra beber, pra jogar futebol) mais do que duas vezes por semana, três vezes então, é assinar atestado de "chifrudo").

As "mulheres modernas" dificilmente andam implicando com isso, entretanto, elas são categoricamente "cheias de amor pra dar" e precisam da "presença masculina".

Se não for a sua meu amigo...Bem... Lhe dê atenção.

Mas principalmente faça com que ela perceba isso.

Garanhões mau (ou bem) intencionados sempre existem, e estes quando querem são peritos em levar uma mulher às nuvens.

Então, leve-a você, afinal, ela é sua ou não é????

Nem pense em provocar "ciuminhos" vãos.

Como pude constatar, mulher insegura é uma máquina colocadora de chifres.

Em hipótese alguma deixe-a desconfiar do fato de você estar saindo com outra.

Essa mera suposição da parte delas dá ensejo ao um "chifre" tão estrondoso que quando você acordar, meu amigo, já existirá alguém MUITO MAIS "comedor" do que você...

Só que o prato principal, bem... dessa vez é a SUA mulher.

Sabe aquele bonitão que você sabe que sairia com a sua mulher a qualquer hora?

Bem... de repente a recíproca também pode ser verdadeira.Basta ela, só por um segundo, achar que você merece...Quando você reparar... já foi.

Volte a fazer coisas do começo da relação.

Se quando começaram a sair viviam se cruzando em "baladas", "se pegando" em lugares inusitados, trocavam e-mails ou telefonemas picantes, a chance dela gostar disso é muito grande, e a de sentir falta disso então é imensa.

A "mulher moderna" não pode sentir falta dessas coisas... senão...

Bem amigos, aplica-se, finalmente, o tão famoso jargão:"Quem não dá assistência, abre concorrência e perde a preferência".

Deste modo, se você está ao lado de uma mulher de quem realmente gosta e tem plena consciência de que, atualmente o mercado não está pra peixe (falemos de qualidade), pense bem antes de dar alguma dessas "mancadas"...

Proteja-a, ame-a, e principalmente, faça-a saber disso.

Ela vai pensar milhões de vezes antes de dar bola pra aquele "bonitão" que vive enchendo-a de olhares... e vai continuar, sem dúvidas, olhando só pra você!!!"Quem não se dedica, se complica."

Como diz uma amiga: MULHER NÃO TRAI, APENAS SE VINGA.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009


Certas mentiras que as mães contam, são apenas pra evitar que seus pimpolhos façam cagadas. Outras, elas realmente acreditam no que estão falando, e mesmo depois de a gente crescer, elas ainda nos falam essas coisas e para os nossos filhos. Eis uma lista de 10 dessas mentirinhas que todo mundo ouviu quando era criança e suas explicações. (Se você quiser, pode acrescentar outras mentirinhas nos comentários, mas não deixe de colocar a explicação)



1 - Menino!!!! Não pode entrar na piscina depois de comer! Faz mal!!!!

Por que é mentira:
Pode reclamar de barriga cheia! Entrar na piscina para se refrescar depois de comer não faz mal nenhum, exceto, é , se a água estiver numa temperatura extrema - muito gelada ou escaldante. O que pode ser perigoso é, até duas horas após a refeição, sair nadando feito um louco. A atividade física intensa faz o sangue, que deveria se concentrar na digestão, ser deslocado para acelerar os músculos, o e a respiração.(!) Se o problema não está na água, e sim na atividade física, é claro que tomar um bom de após as refeições também está liberado.

2 - Sai de perto da , que estraga a vista!

Por que é mentira:
A luminosidade e os raios emitidos pela telinha, de perto ou de longe, não causam danos permanentes nos olhos de ninguém. O máximo que pode rolar, momentaneamente, é um cansaço da vista ou um ressecamento do globo ocular, porque a pessoa "vidrada" na programação acaba diminuindo a freqüência das piscadas.(!)Ler com pouca luz ou dentro de um em movimento pode até causar dor de cabeça, tontura e outros desconfortos, mas também não estraga a capacidade de visão.

3 - Se você não ficar quieto, a caxumba vai descer!

Por que é mentira:
A caxumba em geral se manifesta pelo inchaço das parótidas, glândulas salivares que ficam abaixo da orelha. Ela realmente pode atacar outros tecidos, inchando também os testículos e dando a impressão de que a inflamação "desceu". Mas isso só rola se o sistema imunológico da pessoa estiver fraco. Desde que não debilitem o sistema imunológico, os exercícios físicos estão liberados.(!)Pouca gente sabe, mas a caxumba pode atacar diretamente os testículos sem se manifestar nas parótidas, ou seja, sem deixar a pessoa com aquelas típicas bochechas inchadas.

4 - Videogame estraga a !

Por que é mentira:
Essa lenda cheira mais a disputa pelo ... Os jogos eletrônicos desgastam a TV na mesma medida que novelas, partidas de futebol, telejornais... Ou seja, qualquer programação que mantenha o ligado. Quanto mais ele permanecer funcionando, mais cedo virão os problemas técnicos.(!)Imagens estáticas exibidas por muito tempo podem "queimar" a telinha, deixando marcas permanentes. Mas isso vale tanto para games com contadores de pontos fixos como para canais de TV que exibem sua marca no canto da tela.

5 - Se você tomar friagem vai ficar gripado!

Por que é mentira:
Gripes e resfriados são doenças respiratórias causadas por vírus que podem ser contraídos pelo ar ou por contato direto entre as pessoas. Até hoje, nenhum estudo provou que seres humanos submetidos a baixas temperaturas - a popular "friagem" - correm mais riscos de contrair essas doenças.(!)Esse mito pode ser explicado porque, em dias mais frios, as pessoas passam mais tempo aglomeradas em ambientes fechados, o que facilita a contaminação. Além disso, alguns tipos de vírus da gripe se multiplicam mais no inverno.

6 - Comer chocolate dá muita espinha!

Por que é mentira:
Alguns estudos até associam uma dieta rica em açúcar com o aparecimento de espinhas, mas não há nada especificamente condenando o chocolate. Além disso, a predisposição genética e as alterações hormonais - comuns na adolescência e em momentos de estresse - é que são os principais responsáveis pelas espinhas.(!)Essa lenda pode ter surgido porque muitas pessoas tendem a consumir mais chocolate nos períodos em que estão mais tensas ou ansiosas - situações em que os hormônios ficam mais à flor da pele, estimulando as espinhas.

7 - Passa um pouco de gelo nessa queimadura!

Por que é mentira:
Poucas mães acertam na hora de dar conselhos sobre como tratar uma queimadura. Em contato prolongado com a pele, o gelo também queima. Além disso, ele pode grudar e descolar a pele que protegeria o local atingido. Pasta de dentes, manteiga e qualquer outro produto caseiro também devem ser evitados. Em queimaduras leves, a melhor indicação é usar água fria para resfriar o local queimado e deixar o organismo se curar sozinho. Em queimaduras mais graves, corra para um hospital, ok?.

8 - Se não usar óculos, seu grau vai aumentar!

Por que é mentira:
A progressão ou estabilização do grau de deficiência visual acontece naturalmente e varia de pessoa para pessoa. Usar ou deixar de usar óculos não interfere nesse processo. As lentes só servem para corrigir as falhas oculares que atrapalham a formação da imagem.(!)Os óculos para estrabismo ("vesguice") educam os olhos a corrigir os movimentos descoordenados. Nesse caso, a falta de uso pode resultar numa acomodação permanente da visão com problemas.

9 - Quem está com dor de garganta não pode tomar sorvete!

Por que é mentira:
Não caia nessa fria! A inflamação da garganta, que em geral aparece junto com gripes e resfriados, é causada por vírus - e, em alguns casos, por bactérias - que não têm nada a ver com um delicioso sorvete. Pelo contrário! Se a irritação da garganta estiver incomodando muito, um sorvetinho bem gelado até ajuda a aliviar a dor.(!)Segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Sorvete, o brasileiro consome em média 2,7 litros de sorvete por ano - só um décimo do consumo per capita da Nova Zelândia, país líder no ranking mundial.

10 - Se engolir o chiclete ele gruda no estômago!

Por que é mentira:
Digamos que essa não passa de uma meia-verdade... Graças ao muco das paredes estomacais, o chiclete não fica grudado ali. A tendência é que ele saia junto com as fezes. Mas, se você engolir muitos chicletes, pode dar o azar de eles obstruírem a saída do estômago ou do intestino. Aí, o jeito é apelar para uma cirurgia...O maior prejuízo que o chiclete provoca no estômago é que a mastigação constante "engana" o órgão: ele acumula suco gástrico à espera de um alimento. Como a comida não vem, esse suco acaba irritando as paredes estomacais, podendo causar uma gastrite.

Atenção: Não adianta mostrar essa lista pra sua mãe. Ela vai ficar p da vida e reclamar que isso tudo ai é mentira da internet.

Instantes




Nunca tive o impulso de levar um poema no bolso, como se faz com os documentos e retratinhos de família, mas esse eu levaria sim.Tenho o prazer de dividí-lo com vocês ...


Instantes

Se eu pudesse novamente viver a minha vida,
na próxima trataria de cometer mais erros.
Não tentaria ser tão perfeito,
relaxaria mais, seria mais tolo do que tenho sido.

Na verdade, bem poucas coisas levaria a sério.
Seria menos higiênico. Correria mais riscos,
viajaria mais, contemplaria mais entardeceres,
subiria mais montanhas, nadaria mais rios.
Iria a mais lugares onde nunca fui,
tomaria mais sorvetes e menos lentilha,
teria mais problemas reais e menos problemas imaginários.

Eu fui uma dessas pessoas que viveu sensata
e profundamente cada minuto de sua vida;
claro que tive momentos de alegria.
Mas se eu pudesse voltar a viver trataria somente
de ter bons momentos.

Porque se não sabem, disso é feita a vida, só de momentos;
não percam o agora.
Eu era um daqueles que nunca ia
a parte alguma sem um termômetro,
uma bolsa de água quente, um guarda-chuva e um pára-quedas e,
se voltasse a viver, viajaria mais leve.

Se eu pudesse voltar a viver,
começaria a andar descalço no começo da primavera
e continuaria assim até o fim do outono.
Daria mais voltas na minha rua,
contemplaria mais amanheceres e brincaria com mais crianças,
se tivesse outra vez uma vida pela frente.
Mas, já viram, tenho 85 anos e estou morrendo.

Bom gente esse texto é atribuído ao grande Jorge Luis Borges, nasceu em 1899 na cidade de Buenos Aires, capital da Argentina e faleceu em Genebra, no ano de 1986. É considerado o maior poeta argentino ...

Detalhe: Depois a viúva dele a senhora Borges disse que esse texto não é dele. Bom, tudo bem , o importante é dividir com vocês!

Um dia você aprende...


VOCÊ APRENDE.....

Depois de algum tempo você aprende a diferença, a
sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma
alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se,
e quecompanhia nem sempre significa segurança.


Com o tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se e, que companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos, e presentes não são promessas.

E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o Sol queima se ficar exposto por muito tempo.

E aprende que não importa o quanto você se importe, alguma pessoas simplesmente não se importam…

E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí­-lo de vez em quando, e você precisa perdoá-la por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que leva-se anos para construir confiança e apenas segundos para destruí­-la e, que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.

E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem da vida.

E que bons amigos são a famí­lia que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.

Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser e, que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas aonde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexí­vel não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.

Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que, algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute quando você cai, é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há mais de seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mais isso não te dá o direito ser cruel.

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.

E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida.

Nossa dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderí­amos conquistar se não fosse o medo de tentar.

William Shakespeare

(1564-1616), o mais famoso dramaturgo e poeta inglês de todos os tempos



domingo, 25 de outubro de 2009

Alerta sobre drogas



ALERTA SOBRE DROGAS

Tudo começou quando eu tinha uns 14 anos e um amigo chegou com aquele papo de "experimenta, depois, quando você quiser, é só parar..." e eu fui na dele.
Primeiro ele me ofereceu coisa leve, disse que era de "raiz", "da terra", que não fazia mal, e me deu um inofensivo disco do "Chitãozinho e Xororó" e em seguida um do "Leandro e Leonardo".
Achei legal, coisa bem brasileira; mas a parada foi ficando mais pesada, o consumo cada vez mais freqüente, comecei a chamar todo mundo de "Amigo" e acabei comprando pela primeira vez. Lembro que cheguei na loja e pedi:
- Me dá um CD do Zezé de Camargo e Luciano.
Era o princípio de tudo!
Logo resolvi experimentar algo diferente e ele me ofereceu um CD de Axé.
Ele dizia que era para relaxar; sabe, coisa leve... "Banda Eva", "Cheiro de Amor", "Netinho", etc. Com o tempo, meu amigo foi oferecendo coisas piores: "É o Tchan", "Companhia do Pagode", "Asa de Águia" e muito mais.
Após o uso contínuo eu já não queria mais saber de coisas leves, eu queria algo mais pesado, mais desafiador, que me fizesse mexer a bunda como eu nunca havia mexido antes, então, meu "amigo" me deu o que eu queria, um CD do "Harmonia do Samba".
Minha bunda passou a ser o centro da minha vida, minha razão de existir.
Eu pensava por ela, respirava por ela, vivia por ela! Mas, depois de muito tempo de consumo, a droga perde o efeito, e você começa a querer cada vez mais, mais, mais...
Comecei a freqüentar o submundo e correr atrás das paradas. Foi a partir daí que começou a minha decadência.
Fui ao show de encontro dos grupos "Carametade" e "Só pra Contrariar", e até comprei a Caras que tinha o "Rodriguinho" na capa. Quando dei por mim, já estava com o cabelo pintado de loiro, minha mão tinha crescido muito em função do pandeiro, meus polegares já não se mexiam por eu passar o tempo todo fazendo sinais de positivo.
Não deu outra: entrei para um grupo de Pagode. Enquanto vários outros viciados cantavam uma "música" que não dizia nada, eu e mais 12 infelizes dançávamos alguns passinhos ensaiados, sorriamos e fazíamos sinais combinados.
Lembro-me de um dia quando entrei nas Lojas Americanas e pedi a coletânea "As Melhores do Molejão". Foi horrível!!! Eu já não pensava mais!!! Meu senso crítico havia sido dissolvido pelas rimas "miseráveis" e letras pouco arrojadas.
Meu cérebro estava travado, não pensava em mais nada. Mas a fase negra ainda estava por vir.
Cheguei ao fundo do poço, no limiar da condição humana, quando comecei a escutar "Popozudas", "Bondes", "Tigrões" e "Tapinhas". Comecei a ter delírios, a dizer coisas sem sentido.
Quando saía à noite para as festas pedia tapas na cara e fazia gestos obscenos.
Fui cercado por outros drogados, usuários das drogas mais estranhas; uns nobres queriam me mostrar o "caminho das pedras", outros extremistas preferiam o "caminho dos templos".
Minha fraqueza era tanta que estive próximo de sucumbir aos radicais e ser dominado pela droga mais poderosa do mercado: a droga limpa.
Hoje estou internado em uma clínica. Meus verdadeiros amigos fizeram a única coisa que poderiam ter feito por mim. Meu tratamento está sendo muito duro: doses cavalares de Rock, muita MPB, Progressivo e Blues. Mas o meu médico falou que é possível que tenha que recorrer ao Jazz e até a Mozart e Bach como medida extrema; isso asseguraria minha total recuperação.
Queria aproveitar a oportunidade e aconselhar as pessoas a não se entregarem a esse tipo de droga. Os traficantes só pensam no dinheiro. Eles não se preocupam com a sua saúde, por isso tapam sua visão para as coisas boas e te oferecem drogas.
Se você não reagir, vai acabar drogado: alienado, inculto, manobrável, consumível, descartável e distante; vai perder as referências e definhar mentalmente.
Em vez de encher a cabeça com porcaria, pratique esportes e, na dúvida, se não puder distinguir o que é droga ou não, faça o seguinte: não ligue a TV no domingo à tarde; não escute nada que venha de Goiânia ou do interior de São Paulo; não entre em carros com adesivos "Fui", "Chique no Urtimo", "É Nóis na Fita"...se te oferecerem um CD, procure saber se o suspeito apareceu no Sabadão do Gugu.
Não compre nenhum CD que tenha mais de 6 pessoas na capa.
Não vá a shows em que os suspeitos façam gestos ensaiados; não compre nenhum CD que a capa tenha nuvens ao fundo; não compre qualquer CD que tenha vendido mais de 1 milhão de cópias no Brasil; e não escute nada que o autor não consiga uma concordância verbal mínima. Mas, principalmente, duvide de tudo e de todos. A vida é bela! Eu sei que você consegue!
Diga não às drogas!

Autoria desconhecida
(erroneamente atribuída a Luís Fernando Veríssimo)

A nacionalidade de Jesus


A nacionalidade de Jesus


Chefes de vários países se encontraram. Todos defendiam que Jesus tinha nascido em seus respectivos países e indicavam as seguintes provas:

a) 3 provas de que Jesus era judeu:
- Assumiu os negócios do pai;
- Viveu em casa ate os 33 anos;
- Tinha certeza de que a mãe era virgem e a mãe tinha certeza de que ele era Deus.

b) 3 provas de que Jesus era irlandês:
- Nunca foi casado;
- Nunca teve emprego fixo;
- O último pedido dele foi uma bebida.

c) 3 provas de que Jesus era porto-riquenho:
- Primeiro, o nome dele era Jesus;
- Sempre teve problemas com a lei;
- A mãe dele não sabia quem era o seu pai.

d) 3 provas de que Jesus era italiano:
- Falava com as mãos;
- Tomava vinho em todas as refeições;
- Trabalhou no comércio.

e) 3 provas de que Jesus era californiano:
- Nunca cortou o cabelo;
- Andava descalço;
- Inventou uma nova religião.
f) 3 provas de que Jesus era francês:
- Nunca trocava de roupa;
- Não lavava os pés;
- Não falava inglês.

g) 3 provas de que Jesus era brasileiro:
- Nunca tinha dinheiro;
- Vivia fazendo milagres;
- Se ferrou na mão do governo.

Não foi possível chegar a um consenso sobre a nacionalidade de Jesus, mas todos concordaram com uma coisa:

- Judas, com certeza, era Argentino...

sábado, 24 de outubro de 2009

Qual a sua experiência?



No processo de seleção da Volkswagen do Brasil, os candidatos deveriam responder a seguinte pergunta:‘Você tem experiência?

A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos.

Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso, e ele com certeza será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia, e acima de tudo por sua alma.

REDAÇÃO VENCEDORA:

Já fiz cosquinha na minha irmã pra ela parar de chorar.
Já me queimei brincando com vela.

Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto.

Já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo.

Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista.

Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora.

Já passei trote por telefone.

Já tomei banho de chuva e acabei me viciando.

Já roubei beijo.

Já confundi Sentimentos.

Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.

Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro.

Já me cortei fazendo a barba apressado.
Já chorei ouvindo música no ônibus.

Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de se esquecer.

Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas.

Já subi em árvore pra roubar fruta.

Já caí da escada de bunda.

Já fiz juras eternas.
Já escrevi no muro da escola.

Já chorei sentado no chão do banheiro.

Já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante.

Já corri pra não deixar alguém chorando.

Já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só.

Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado.

Já me joguei na piscina sem vontade de voltar.

Já bebi uísque até sentir dormente os meus lábios.

Já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar.

Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso.

Já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial.

Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar.

Já apostei em correr descalço na rua.

Já gritei de felicidade.

Já roubei rosas num enorme jardim.

Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um ‘para sempre’ pela metade.

Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol.

Já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão.

Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração.

E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: ‘Qual sua experiência?’.

Essa pergunta ecoa no meu cérebro:experiência…experiência…Será que ser ‘plantador de sorrisos’ é uma boa experiência?

Sonhos!!!

Talvez eles não saibam ainda colher sonhos!

Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta:Experiência? ‘Quem a tem, se a todo o momento tudo se renova?’.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

amante

Seus dias estão estressantes?? Sabe do que você precisa?

Amante ...

Muitas pessoas tem um amante e outras gostariam de ter um.Há também as que as que não tem, e as que tinham e perderam.

Geralmente são essas últimas que vêm ao meu consultório para me contar que estão tristes ou que apresentam sintomas típicos de insônia, apatia, pessimismo, crises de choro ou as mais diversas dores.

Enfim, são várias as maneiras que elas encontram para dizer que estão simplesmente perdendo a esperança.

Elas me contam que suas vidas transcorrem de forma monótona e sem perspectivas, que trabalham apenas para sobreviver e que não sabem como ocupar seu tempo livre.

Elas já esperam o diagnóstico de depressão e a inevitável receita do anti-depressivo do momento .... Mas, após escuta-las atentamente, eu lhes digo que na verdade precisam é de um amante !
"Como é possível que um profissional se atreva a sugerir uma coisa dessas ?" - pensam chocadas, escandalizadas.Mas eu explico que AMANTE é "aquilo que nos apaixona" .

É o que toma conta do nosso pensamento antes de pegarmos no sono e é também aquilo que , às vezes, nos impede de dormir.

O nosso AMANTE é aquilo que nos mantém distraídos em relação ao que acontece a nossa volta.

É o que nos mostra o sentido e a motivação da vida.

Às vezes encontramos o nosso amante em nosso parceiro, outras, em alguém que não é nosso parceiro, mas que nos desperta as maiores paixões e sensações incríveis.

Também podemos encontra-lo na pesquisa cientifica ou na literatura, na música, na política, no esporte, no trabalho, na necessidade de transcender espiritualmente, na boa mesa, no estudo ou no prazer obsessivo do passatempo predileto...
Enfim, é "alguém" ou "algo" que nos faz "namorar" a vida e nos afasta do triste destino de "ir levando".

E o que é "ir levando" ?
Ir levando é ter medo de viver.

É o vigiar a forma como os outros vivem, é o se deixar dominar pela pressão, perambular por consultórios médicos, tomar remédios multicoloridos, afastar-se do que é gratificante, observar decepcionado cada ruga nova que o espelho mostra, é se aborrecer com o calor ou com o frio, com a umidade, com o sol ou com a chuva.
Ir levando é adiar a possibilidade de desfrutar o HOJE, fingindo se contentar com a incerta e frágil ilusão de que talvez possamos realizar algo amanhã .

Por favor, não se contente com "ir levando"; procure um amante, seja também um amante e um protagonista ... da SUA VIDA.
A psicologia, após estudar muito sobre o tema, descobriu algo transcendental :
Para se estar satisfeito, ativo e sentir-se jovem e feliz, é preciso namorar a vida.

Dr.jorge bucay - Psicanalista


quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Filtro Solar




Pois bem gente , tá aqui um texto que não poderia faltar no nosso blog...

Filtro solar

Nunca deixem de usar filtro solar.
Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria esta: use filtro solar.


Os benefícios a longo prazo do uso de filtro solar estão provados e comprovados pela ciência. Já o resto de meus conselhos não tem outra base confiável além de minha própria experiência errante.


Mas agora eu vou compartilhar esses conselhos com vocês...
Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza da juventude.


Ou então, esquece.


Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado. Mas pode crer, daqui a vinte anos, você vai evocar as suas fotos e perceber de um jeito que você nem desconfia hoje em dia quantas, tantas alternativas se escancaravam à sua frente.


E como você realmente estava com "tudo em cima".


Você não está gordo, ou gorda.
Não se preocupe com o futuro. Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que "pré-ocupação" é tão eficaz quanto mascar chiclete para tentar resolver uma equação de álgebra. As encrencas de verdade em sua vida tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada, que te pegam no ponto fraco às quatro da tarde de uma terça-feira modorrenta.
Todo dia enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade.
Cante.
Não seja leviano com o coração dos outros, não ature gente de coração leviano.
Use fio dental.
Não perca tempo com inveja.


Às vezes, se está por cima; às vezes, por baixo... A peleja é longa e, no fim, é só você contra você mesmo.
Não esqueça os elegios que receber, esqueça as ofensas.


Se conseguir isso, me ensine.
Guarde as antigas cartas de amor.


Jogue fora os extratos bancários velhos.
Estique-se.
Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.


As pessoas mais interessantes que conheço não sabiam aos 22 o que queriam fazer da vida. Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem.
Tome bastante cálcio.


Seja cuidadoso com os joelhos: você vai sentir falta deles.
Talvez você case, talvez não.


Talvez tenha filhos, talvez não. Talvez se divorcie aos 40, talvez dance ciranda em suas bodas de diamante.


Faça o que fizer, não se auto-congratule demais e nem seja severo demais com você. As suas escolhas têm sempre metade das chances de dar certo.


É assim para todo mundo.
Desfrute de seu corpo, use-o de toda maneira que puder mesmo.


Não tenha medo de seu corpo ou do que as outras pessoas possam achar dele. É o mais incrível instrumento que você jamais vai possuir.
Dance... Mesmo que não tenha onde, além de seu próprio quarto.
Leia as instruções, mesmo que não vá segui-las depois.


Não leia revistas de beleza. Elas só vão fazer você se achar feio.
Dedique-se a conhecer os seus pais.


É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez.


Seja legal com os seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado e, possivelmente, quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.
Entenda que amigos vão e vêm.


Mas nunca abra mão de uns poucos e bons.


Esforce-se de verdade para diminuir as distâncias geográficas e destinos de vida, porque quanto mais velho você ficar, mais você vai precisar das pessoas que conheceu quando jovem.
More uma vez em Nova Iorque, mas vá embora antes de endurecer.


More uma vez no Havaí, mas se mande antes de amolecer.


Viaje.
Aceite certas verdades inescapáveis: os preços vão subir, os políticos vão saracotear, você também vai envelhecer.


E quando isso acontecer, você vai fantasiar que quando era jovem os preços eram razoáveis, os políticos eram decentes e as crianças respeitavam os mais velhos.
Respeite os mais velhos.
Não espere que ninguém segure a sua barra.


Talvez você arrume uma boa aposentadoria privada, talvez case com um bom partido, mas não esqueça que um dos dois pode, de repente, acabar.
Não mexa demais nos cabelos, senão quando você chegar aos 40, vai aparentar 85.
Cuidado com os conselhos que comprar, mas seja paciente com aqueles que os oferecem. Conselho é uma forma de nostalgia.


Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado do lixo, esfregá-lo, repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do que vale.
Mas no filtro solar, acredite!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Ler é o melhor remédio


Ler é sem dúvidas o melhor remédio...
Confesso que nunca li tanto como tenho lido ultimamente, preciso disso.Ler expande a mente, o saber não ocupa espaço….Achei isto aqui bem interessante:
“És como a minha sombra. Quanto mais fujo, mais corres atrás de mim. Quanto mais te tentava agarrar, mais tu conseguias escapar.
Outrora já fomos só um, ainda sinto a fragancia de verdadeiro amor vindo de nós. Hoje, só não quero sentir o teu odor, tresandas de traições.
Ainda sinto as feridas abertas, de todas as tuas facas em que me deitei desde aquele dia. Verdade e realidade que me tentas distorcer.
Cada vez que penso em tudo, compreendo que as feridas saradas tornam-me cada vez maiores, e menos sensível à dor.
Hoje, acredito que foi positivo. Estou cansado de correr. Desisto.”
Aí fico pensando…quantas vezes você me disse realmente o que estava pensando?
Tenho visto muita coisa ultimamente, quero dizer, já via antes, mas agora, muito mais.
Tenho visto homens enfiados nas igrejas nos dias de culto, acompanhando suas esposas (e filhos, se tiverem), levantando suas mãos, orando, sendo tão politicamente corretos e religiosamente hipócritas e durante a semana, os pés correm em diversos caminhos de adultério, sem nenhum remorso ou culpa, afinal, a mente já cauterizou e o coração não condena mais…não há mais a condição de “pecado”, enfim, obrigaram-me a experimentar isso.E senti a morte.
Morte dos sonhos.Morte da esperança.Morte moral.
Ser traido é tão intenso, que nos faz perder o norte. Perdemos todos os referenciais… tudo perde o sentido… a coisa chega a tão ponto, que quase chegamos a desmaiar.
Ainda dentro do contexto da traição… Ela é mais intensa ainda, quando sabemos que ela foi premeditada… foi avaliada, calculada, pesada e então a faca foi cuidosamente enterrada entre suas vertebras de forma a matar e não nos deixar gritar.
Fico me perguntando o porque as pessoas traem… Como que um ser humano pode planejar a traição de alguém que lhe quer bem?
Alguém que está ao seu lado?
Alguém com que se viveu e quem sabe, poderá viver BONS momentos?
Sem sentido?
Não existe?
Só se vê em novelas ou filmes?
Que nada… já fui esfaqueado de diversas formas e intensidades pelo menos uma dezena de vezes.
Na sua maioria, todos foram planejados, avaliados, pesados e até calculados.
O que é permitido ao traído nesta ocasião?
Matar o traidor?
Pagar com a mesma moeda?
Planejar uma vingança maligna?
Reclamar?
Escrever no seu Blog?
Um tiro na cabeça?
Fala galera!! Tudo beleza?? Quero comentários hein?



Gosto de gente...




"Gosto de gente com a cabeça no lugar,de conteúdo interno, idealismo nos olhos, um pé no chão da realidade eoutro na realização do sonho.

Gosto de gente que ri, chora, se emociona com uma simples carta, um telefonema,uma canção suave, um bom filme, um bom livro, um gesto de carinho, um abraço, um afago.
Gente que ama e curte saudades, gosta de amigos, cultiva flores, ama animais.
Admira paisagens, poesia e mares.
Gente que tem tempo para sorrir bondade, semear perdão, repartir ternuras,compartilhar vivências e dar espaço para emoções dentro de si,emoções que fluem naturalmente dentro de seu ser.
Gente que goste de fazer as coisas que gosta, sem fugir de compromissos difíceise inadiáveis, por mais desgastantes que sejam.
Gente que colhe, orienta, se entende, aconselha, busca a verdade e quer sempre aprender,mesmo que seja de uma criança, de um pobre, de um analfabeto.
Gente de coração desarmado, sem ódio e preconceitos baratos.Com muito AMOR dentro de si.
Gente que erra e reconhece, cai e se levanta, apanha e assimila os golpes,tirando lições dos erros e fazendo redentora as suas lágrimas e sofrimentos.
Gosto muito de gente assim....
E desconfio que é deste tipo de gente que DEUS quer que sejamos."

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Saudade

Saudade...

Um dia a maioria de nós irá se separar.Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos.
Saudades até dos momentos de lágrimas, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano. Enfim... do companheirismo vivido.
Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida. Talvez continuemos a nos encontrar.
Quem sabe, nos e-mails trocados...Podemos nos telefonar, conversar algumas bobagens...Passarão dias, meses, anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro.
Vamos nos perder no tempo...Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas?Diremos que eram nossos amigos.
E isso vai doer tanto... A saudade vai apertar bem dentro do peito.Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente...Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo.
E entre lágrimas nos abraçaremos. Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante.Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida isolada do passado.
E nos perderemos no tempo mais uma vez.
Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixe que a vida passe em branco e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades...
“Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos”

VINÍCIUS DE MORAES

Aos nobres amigos ... Henrique Vidal

Hoje, 19 de outubro é a data do nascimento de um dos maiores poetas brasileiros de todos os tempos: Vinícius de Moraes! Faz muita falta...grande Vinícius!

Promessas de casamento




Em maio de 98, escrevi um texto em que afirmava que achava bonito o ritual do casamento a igreja, com seus vestidos brancos e tapetes vermelhos, mas que a única coisa que me desagradava era o sermão do padre. "Promete ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe?" Acho simplista e um pouco fora da realidade. Dou aqui novas sugestões de sermões:- Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?- Promete saber ser amiga(o) e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?- Promete fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos idealizados que não chegaram a se concretizar?- Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?- Promete se deixar conhecer?- Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?- Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?- Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?- Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?- Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja?Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher: declaro-os maduros.


quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Gente o blog dele é sensacional!Eu recomendo:http://paulotamburro.blogspot.com/

GRANDE DESABAFO SOBRE A MESMICE DO COTIDIANO!


Querem saber? A sociedade ficou muito chata, sisuda, burocrática e uma mesmice só.

Confundimos seriedade, com cara feia, responsabilidade com paranóias de perfeição e uniformidade das rotinas de vidas,com comportamento politicamente, correto.

Vivemos mergulhados em dívidas, nos empanturramos nos fast-food, engordamos, esclerosamos, ficamos hipertensos, o colesterol vai aos píncaros, a diabetes nos persegue, e os acidentes vasculares celebrais vicejam mais do que chuchu na serra, e ainda de quebra, o estresse dorme conosco.


Perdemos a simplicidade de arrotar em público, comer um galetinho com as
mãos, andar descalços, sujarmos a roupa de terra, os sapatos de lama, lambuzar a boca de sorvete, chupar a ponta dos dedos.

Ficamos simétricos como os ângulos retos, agudos nas ações do dia-a-dia e oblíquos a cada instante. Temos arestas infindáveis, irreparáveis, inaparáveis e cansamos a mente com tanta informação, inclusive, estes repetitivos noticiários, de crimes, furtos, corrupção, estupros, homicídios, tráfico de drogas, o dia inteiro. Um saco!

Google, procura no google. Está bem, mas e o resto?

Procura é no cangote dela, seu tonto!

Agora queremos recriar o big bang em laboratório.Coisa mais besta! Investimentos de bilhões de dólares que poderiam salvar todas as crianças com Síndrome das distrofias pluricarenciais alimentares, da África.

Por isto, cada vez mais, valorizo o recém-nascido que faz cocô na fralda, me divirto com o inesperado, aquilo que foge do enredo formal desta intragável vida cotidiana, como por exemplo, quando o cachorro pula na mesa e
abocanha aquele sanduíche de hambúrguer recém-saído da frigideira e cuidadosamente, recheado com aquela maionese fatal, com generosas fatias de queijo, inúmeras fatias de tomate o qual você estava preparando há meia hora e quando dá as costas, para ir a geladeira apanhar um refrigerante...Já era. Está na boca do seu amado cachorro. Não é um barato?

Outra coisa: repare a graça, o charme, a beleza de uma boa urinada da cadela. O macho levanta uma das patas, elas arreiam o traseiro. É uma posição hilária!

E ainda sobre o quesito mijadas, eu continuo achando que mulheres invejam os homens por não poderem sacudir o pênis depois de urinar.Tenho certeza que elas
adorariam dar aquelas sacudidelas que, se passarem de três, tecnicamente já é considerada masturbação e adorariam também, urinar de pé. Andaram até inventando uns cones, umas coisas ridículas para a mulher usar como uma espécie de calha de telhado. Não emplacou.

Também acho que os homens têm uma inveja treme
nda das mulheres que dizem sentir múltiplos orgasmos. Os homens ficam se mordendo!O cara dá, literalmente um duro danado e no final... Um só. Tem algo errado nesta distribuição de prazeres entre as partes.

Outra coisa é o seguinte: acho que onde o ginecologista trabalha e os outros homens só se divertem, fica muito escondido. Agora meu desabafo já é com a natureza!

Lógico, não vamos exagerar. Não teria que ser necessariamente, na testa. Concordo. Mas para que ficar tão escondida? A única razão aceitável poderia ser, para que o homem possa esquecê-la, um pouco, e saia de casa para trabalhar. É pode ser.Pobre perseguida!

Mesmo assim, e respeitando este forte argumento, talvez pudéssemos encontrar um meio termo. Eu a colocaria na barriga, pouca coisa abaixo do umbigo. Os seios eu colocaria nas costas, e ai todo mundo dançaria agarradinho.Pelo menos para os homens seria uma delicia, e facilitaria muito aquele incansável trabalho de mãos, ao som de um bolero. O resto deixa como esta, principalmente a bunda, pois tão gostoso quanto vê-la é poder dizer: Vira!

É minha gente, do nosso circo social sobraram os palhaços políticos e eleitores e trapezistas camelôs e desempregados, tentando se equilibrar nas mesmices da vida.

Repare: Todo mundo se veste igual.As calças jeans são iguais, os óculos são
iguais, os modelos andam sempre iguais, as mentiras são sempre as mesmas e a macarronada de domingo foi substituída por estas malditas pizzas com gosto de borracha, algumas mulheres viraram uma bunda e os homens barrigas tanquinhos.

Somos escravos do trânsito, da magreza, das academias de ginásticas, dos florais de Bach, dos antibióticos mortais, da homeopatia incerta, das terapias holísticas alternativas e o escambau! Principalmente, do escambau.

Corre, corre, corre e todo mundo feito louco disparando pelas ruas, praças e parques. Antigamente, os p
arques eram para pic-nic agora, são só para piques. Piques de cem metros, mil e maratonas enfadonhas para não chegar a lugar nenhum.

Coisa mais sem graça!

Já comprou seu televisor de plasma de 178 polegadas? E o home theatre? IPode.Não pode? Trocou quantas vezes este mês o celular? Agora tem um novo que já vem com o modelo do próximo que, ainda vai sair. Pode um negócio destes?

Engraçado mesmo, e fora da mesmice, é aquele tempor
al repentino que cai sobre a cabeça da mulher que ficou mais de meia hora fazendo chapinha no cabelo e transforma tudo, novamente em arame farpado. A vida é isso! Um não à rotina.

Está tudo tão mudado, pois quando finalmente as mulheres começaram a sentir seus merecidos orgasmos, os homens passaram a soltar as frangas aos milhões nas paradas gays. Quantos desencontros!

Até beijo na boca virou corrida de fórmula um. Todo m
undo quer chegar na frente: e os garotões e as menininhas, já em adiantado estado etílico e depois de terem bebido todos os mais variados drinks possíveis, ficam disputando:

-Eu beijei trinta e quatro, eu beijei sessenta e nove, aí entra na roda uma menina mais amassada que lençol em lua de mel e diz, orgulhosamente:

-Ganhei, beijei cento e quatro...

Beijou não, trocou cuspe. Beijar na boca é muito diferente, é uma só numa noite, na semana, e por meses inteiro.De preferência de pé. Aí você sente acender embaixo. E tem que dar tempo para aquecer.
O que é que sente alguém que troca cuspe com cem bocas numa noite?
Só dor no maxilar.Uma interminável fila de chupa cabras, bodes e cabritas.
Então, só resta celebrar uma boa piada de loira, ou de gay, ou de português, ou de papagaio, e, por favor, nos dê tempo para rir.

A alegria é igual ao cozimento de peru de natal. Precisa de tempo!

Apaga esta televisão, reúna os amigos, vá jogar conversa fora, lá fora.Levanta a bunda deste sofá, pára de se empanturrar de pipoca, chocolate, litros de cerveja. Sai da toca. Lá fora é perigoso? Qualquer lugar é perigoso se você está querendo viver mais de cem anos.

Ora, bolas!

Diálogo do amor...


Assim falou, um dia, o Amante à sua Amada:
"- Não quer você seguir, comigo, a mesma estrada?

"E Ela disse: "- E se for uma grande subida
para enfrentarmos, os dois, durante toda a vida?"

"Não temas a subida" - então diz-lhe o Amante,"pois o
amor nos transporta em sua asa possante."

Mas a Amada persiste: "E se houver muito espinho e muita
pedra aguda, ao longo do caminho?"

E ele responde: "Espinho e pedra viram flor
quando existe no peito um grande, imenso Amor."

"E se a noite chegar, deixando tudo escuro",
- diz ela - "como achar a trilha do futuro?"

"Sossegue!... A minha vida, unida sempre à tua,será
brilho de sol, será clarão de lua!"

Mas ela insiste: "E o frio?... a neve em vez de orvalho
e a gente a caminhar sem agasalho?"

"Querida, o nosso Amor" - diz ele - "é chama ardente que
sempre há de aquecer a existência da gente!"

"E se chegar um dia a fome, em mau momento e a vida nos
negar o trigo do sustento?"

"Cavaremos a terra os dois juntos, então,
para plantar o Amor que é trigo, fruto e pão!"

"E se formos, depois, por um grande deserto,
uma região sem água alguma longe ou perto?"

Mas ele dizia: "Querida, a vida de quem ama,
é fonte de onde a água, em ondas se derrama"

"E se o Amor acabar?..." a Amada então hesita..."que nos
vai suceder em tamanha desdita?"

"Querida, o Amor não morre, o Amor é puro e terno,porque
o Amor é Deus e o grande Deus é eterno!

Não, o Amor não acaba..." o amante respondeu..."se todo
Amor for grande assim como este meu.

Ele só acabará quando o sol apagar e não houver mais
água alguma em todo o mar!"

E ele estendeu a mão, assim como proposta
e ela lhe deu a sua, assim como resposta...

E sorrindo, o bom Deus, que tudo estava a olhar, pôs mais
chamas no sol e mais águas no mar...

"Lembre-se de que a primeira pessoa que você precisa
acreditar no que diz é você mesmo."


Autor desconhecido, galera...ficaria muito grato com os comentários!!


O amor e a loucura...



Contam eu uma vez se reuniram todos os sentimentos e qualidades do homem em um lugar da terra.

Quando o ABORRECIMENTO havia reclamado pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, lhes propôs:

-Vamos brincar de esconde-esconde?

A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE sem poder conter-se perguntou:

-Esconde-esconde? Como é isso?

-É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará o meu lugar para continuar o jogo.

O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA.

A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou pôr convencer a Dúvida e até mesmo a APATIA que nunca se interessavam pôr nada. Mas nem todos quiseram participar.

A VERDADE preferiu não esconder-se. "Para que, se no final todos me encontram?"

A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto (no fundo o que a incomodava era que a idéia não tivesse sido dela).

A COVARDIA preferiu não arriscar-se.

-Um, dois, três, quatro... –Começou a contar a LOUCURA.

A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho.

A FÉ subiu aos céu e a INVEJA se escondeu atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço tinha conseguido subir na copa da árvore mais alta.

A GENEROSIDADE quase não consegue esconder-se, pois cada local que encontrava, lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos. Se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA. Se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ. Se era o vôo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA. Se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE.
E assim acabou escondendo-se em um raio de sol.

O EGOÍSMO ao contrário, encontrou um, local muito bom desde o início. Ventilado, cômodo, mas apenas para ele.

A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, escondeu-se atrás do arco-íris). E a PAIXÃO e o DESEJO no centro dos vulcões.

O ESQUECIMENTO, não recordo-me aonde escondeu-se, mas isso não é o mais importante.

Quando a LOUCURA já estava lá pelo 999.999, o AMOR ainda não havia encontrado um local para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou uma roseira e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre suas flores.

A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra.
Depois escutou-se a FÉ discutindo com Deus, no céu, sobre zoologia.
Sentiu-se vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões.

Em um descuido, a LOUCURA encontrou a inveja e claro, pôde deduzir onde estava o TRIUNFO. O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo: ele sozinho saiu disparado do seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas.

De tanto caminhar a LOUCURA sentiu sede e ao aproximar-se de um lago, descobriu a BELEZA. ADÚVIDA foi mais fácil ainda, pois a encontrou sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado esconder-se.

E assim foi encontrando a todos. O TALENTO entre a erva fresca, a ANGÚSTIA em uma cova escura, a MENTIRA atrás do arca-íris (mentira, na verdade estava no fundo do oceano) e até o ESQUECIMENTO, que já havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde.

Apenas o Amor não aparecia em nenhum local.

A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, em baixo de cada rocha do planeta e em cima das montanhas. Quando estava a ponto de dar-se pôr vencida, encontrou um roseiral.
Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando, no mesmo instante, escutou um doloroso grito. Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos.

A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se.
Chorou, rezou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia.

Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra, o AMOR é cego e a LOUCURA sempre o acompanha.

ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS OS HOMENS GOSTAM TANTO DE MULHERES...

1- O cheirinho delas é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.

2- O jeitinho que elas têm de sempre encontrar o lugarzinho certo em nosso ombro.

3- A facilidade com a qual cabem em nossos braços.

4- O jeito que têm de nos beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.

5- Como são encantadoras quando comem.

6- Elas levam horas para se vestir, mas no final vale a pena.

7- Porque estão sempre quentinhas, mesmo que esteja fazendo trinta graus abaixo de zero lá fora.

8- Como sempre ficam bonitas, mesmo de jeans, camiseta e rabo-de-cavalo.

9- Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio.

10- Como ficam lindas quando discutem.

11- O modo que têm de sempre encontrar a nossa mão.

12- O brilho nos olhos quando sorriem.

13- Ouvir a mensagem delas na secretária eletrônica logo depois de uma briga horrível.

14- O jeito que têm de dizer "Não vamos brigar mais, não..".

15- A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma delicadeza.

16- O modo de nos beijarem quando dizemos "eu te amo".

17- Pensando bem, só o modo de nos beijarem já basta.

18- O modo que têm de se atirar em nossos braços quando choram.

19- O jeito de pedir desculpas por terem chorado por alguma bobagem.

20- O fato de nos darem um tapa achando que vai doer.

21- O modo com que pedem perdão quando o tapa dói mesmo (embora jamais admitamos que doeu).

22- O jeitinho de dizerem "estou com saudades".

23- As saudades que sentimos delas.

24- A maneira que suas lágrimas têm de nos fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhes cause dor.